Como participar do leilão de carros do DETRAN

Uma das opções mais conhecidas para você participar de um leilão, é através do leilão de carros do DETRAN.

Todos os dias os órgãos competentes fazem fiscalizações e apreendem veículos irregulares.

Os carros e motos apreendidos vão parar nos pátios públicos e se não forem resgatados, acabam indo a leilão.

Esse tipo de negócio não é muito divulgado e muitas pessoas nem sabem que isso existe.

Aqui você vai aprender como participar de todos os leilões de veículos do DETRAN do país.

 

Como participar do leilão do DETRAN?

As regras do leilão do DETRAN mudam de acordo com o Estado em que ele será realizado.

Por exemplo, no leilão de carros e motos do DETRAN do Rio de Janeiro você consegue participar online ou presencialmente.

No leilão do DETRAN no Rio Grande do Sul, você só consegue participar de forma presencial.

Pensando nisso eu fiz um artigo explicando como participar do leilão de cada Estado.

Procure pelo seu Estado na lista abaixo e descubra como arrematar veículos de leilão apreendidos pelo DETRAN.

 

Procure por seu Estado:

 

5 Cuidados para você ter antes de participar do leilão do DETRAN

  1. Visitar o pátio de veículos
  2. Conferir a procedência do veículo
  3. Definir um teto para o lance a ser dado
  4. Levar em conta as taxas cobradas do leilão
  5. Ler todo o edital com muita atenção antes do leilão

 

Visitar o pátio de veículos

Todo leilão te dá o direito de fazer uma visita ao pátio de veículo antes do evento começar.

Para ver a data, horário e endereço do pátio, você precisa ter acesso ao edital do leilão.

Em todos os leilões que nós divulgamos aqui no site, sempre compartilhamos o link direto para o edital.

Faça uma visita ao pátio para ter uma ideia da real situação do veículo do seu interesse.

Geralmente o leilão do DETRAN só permite que você faça uma inspeção visual nos carros e motos que serão leiloados.

 

Conferir a procedência do veículo

Na lista de veículos ou no catálogo você encontrará informações como a numeração do chassi, placa, cor original, e se há multas ou gravames.

Também encontrará informação se o carro ou moto encontrasse em outro Estado e a conservação do mesmo.

Se ele foi classificado como sucata, veículo recuperável, sucata inservível, veículo recuperável sem motor, veículo conservado ou veículo conservado com motor inservível.

 

Definir um teto para o lance a ser dado

Os mais experientes em leilão, após visitarem o pátio, já definem ali mesmo qual a oferta máxima eles estarão dispostos a pagar pelo veículo a ser arrematado.

Você deve fazer o mesmo para não se perder no momento que o leiloeiro começar a leiloar.

As vezes na rapidez da disputa, a pessoa se perde e acaba arrematando o veículo por um valor muito alto e acaba fazendo um péssimo negócio.

Compare o valor do veículo na tabela FIPE e defina o quanto você está disposto a pagar por ele.

Como participar do leilão de carros do DETRAN

Como participar do leilão de carros do DETRAN

 

Levar em conta as taxas cobradas pelo leilão

É necessário levar em conta as taxas cobradas pelo leilão quando você for definir o valor máximo a ser pago pelo carro.

A maioria cobra 5% do valor de arremate para a comissão do leiloeiro e mais uma taxa de administração que varia bastante.

Por exemplo, se o carro na tabela vale R$25.000 e o lance mínimo é R$7.000.

Você quer pagar no máximo R$15.000 por ele, então tem que levar em conta que será cobrado mais 5% (R$750) para a comissão do leiloeiro e mais a taxa de administração.

Se a taxa for R$500, o valor final do veículo ficaria em R$16.250.

R$15.000+R$750+R$500=R$16.250

 

Ler todo o edital com muita atenção antes do leilão

Ler o edital é muito importante para você saber quais são os seus direitos e deveres no leilão.

No edital consta todas as regras e todos os prazos que serão cumpridos e caso você perca algum, certamente terá algum tipo de multa.

Tem data para tirar o carro do depósito, prazo para legalizar e várias outras coisas que você precisa ficar por dentro.

Portanto não deixe de ler atentamente o edital e em caso de dúvidas, ligue para o DETRAN.

 

Comente

  1. Viviane Rabelo de Souza

Responder